“João Pessoa pode oferecer um futuro aos jovens, 38 mil deles nem trabalham nem estudam”, diz Ruy

Com a experiência de quem já foi Secretário de Juventude, Esporte e Lazer da Paraíba, Ruy Carneiro promoveu na noite desta quinta-feira (23) uma ampla reunião com jovens representantes de diversos bairros e comunidades de João Pessoa para trocar ideias e avaliar soluções para melhorar a qualidade de vida, promover a inclusão social e o desenvolvimento pessoa desta parcela da população da Capital.

“João Pessoa tem pressa para crescer e oferecer oportunidades às pessoas. Antes da pandemia, 38 mil jovens de 15 a 29 anos nem trabalhavam nem estudavam. Isso é uma tragédia que precisa ser resolvida, sob pena de termos um futuro prejudicado”, afirmou Ruy, após o encontro. Para ele, que é deputado federal e pré-candidato a prefeito da cidade, é preciso assegurar o acesso da juventude à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer e, com tudo isso, à cidadania.

“Quando fui secretário de Juventude implantamos programas como o Novo Bolsa Atleta, garantindo um grande destaque nos esportes. Veja o que aconteceu com Pretinha, que quase chegou às Olimpíadas. e com Kaio Márcio, na natação. Com um pouco de investimento certo, com trabalho e apoio que conseguimos viabilizar, os dois nos trouxeram tantas medalhas e, mais do que isso, serviram de inspiração para os nossos jovens”, lembrou.

Com relação à educação, Ruy ressaltou que o maior desafio é passar do analógico para o digital. “O que é que acontece? O aluno está em casa, a maioria deles tem acesso a videogame, smartphone. Quando chega no colégio, ele vai ter uma aula nos mesmos moldes que o seu bisavô tinha. Um quadro com giz, o professor escrevendo de costas para o aluno, e o aluno escrevendo num caderno. Isso é um dos maiores causadores de evasão escolar. O Colégio é a segunda casa do aluno. Ele está em casa na modernidade e no colégio na idade da pedra”, analisou.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: