Bolsonaro repudia agressão a jornalistas e diz que responsáveis devem ser punidos

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (4) que os agressores do fotógrafo Dida Sampaio, do jornal O Estado de S.Paulo, devem ser punidos. A agressão, com socos e chutes, aconteceu ontem (3) durante ato em apoio ao presidente e contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, em Brasília.

O presidente acompanhou a manifestação e cumprimentou os presentes. “Eu não vi nada, estava na rampa. Recriminamos qualquer agressão que por ventura tenha havido. Se houve agressão é alguém que está infiltrado, algum maluco, deve ser punido”, disse o presidente a apoiadores, ao deixar o Palácio da Alvorada, na manhã desta segunda-feira.

Além de Sampaio, o motorista do jornal, Marcos Pereira, foi derrubado com uma rasteira. Eles deixaram o local escoltados pela Polícia Militar. Jornalistas de outros veículos também foram hostilizados durante o ato. Para Bolsonaro, “vaia, apupo, tudo isso é natural da democracia”.

Agência Brasil

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: