Ricardo minimiza cobranças do PT: “O PSB não força ninguém a estar junto”

O governador Ricardo Coutinho (PSB)  comentou nesta quarta-feira (23), sobre as dificuldades que o PT tem colocado em relação ao apoio ao PSB, por causa da união com o Democratas, além de outros partidos que apoiaram o impeachment de Dilma Riussef (PT) e o espaço na majoritária. Ricardo disse querer o PT na aliança, mas não vai forçar o partido a fazer o que não queira. Ele destacou a trajetória e os avanços construídos ao lado dos petistas e pediu uma reflexão sobre a postura dele em relação ao governo e a Lula.

“Se o PT quiser, nós estamos aqui sempre na mesma caminhada. Ninguém pode acusar nosso grupo de fazer pituetas na política. Temos começo, meio e fim, temos coerência na política. O PT é um parceiro, agora, o PSB tem essa caminhada. Quer que o PT esteja junto, mas não força ninguém a estra junto. Todos nós seremos cobrados pelas nossas posturas”, afirmou.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: