Ricardo Coutinho perde Presidência da Fundação João Mangabeira para ex-governador de São Paulo

Ricardo Coutinho cumpre medidas cautelares. Foto: Francisco França

A Executiva Nacional do PSB anunciou, nesta terça-feira (23), o ex-governador de São Paulo, Márcio França, como o novo presidente da Fundação João Mangabeira (FJM), braço político do partido. A presidência da FJM era do ocupada desde 2019 pelo ex-governador  da Paraíba, Ricardo Coutinho. Com a saída, Ricardo perde um salário mensal de R$ 34 mil da Fundação. De acordo com a nota do PSB, França foi eleito para o cargo. Coutinho é réu em ações penais no âmbito da Operação Calvário.

Confira a nota na íntegra abaixo:

Reunido na tarde desta terça-feira (23), o Conselho Curador da FJM elegeu o ex-governador de São Paulo, Marcio França, para dirigir a Fundação João Mangabeira (FJM) pelos próximos três anos. O vice-presidente Alexandre Navarro foi reconduzido ao cargo.

O ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha, passará a ocupar o cargo de Diretor de Organização; para a diretoria de Estudos e Pesquisa será empossada a jovem advogada Amanda Sobreira de Souza; a Diretoria de Finanças será ocupada pelo ex-vereador do Município de Osasco e coordenador da Fundação João Mangabeira no estado de São Paulo Mario Guide.  Além da diretoria executiva também foram eleitos novos membros do Conselho Curador da FJM.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: