OPERAÇÃO FAMINTOS: deputado Galego Souza apresenta denúncia contra prefeito de São Bento

O deputado estadual Galego Souza apresentou uma denúncia ao Ministério Público Federal da Paraíba contra o atual prefeito de São Bento, Jarques Lúcio da Silva II (Dr. Jarques), por suposto envolvimento na Operação Famintos.

Galego afirma, no documento, que Jarques mantinha relação próxima com o empresário Raimundo Aldemar Fonseca Pires, investigado na Operação, e apontado pelo MPF como controlador do Grupo Fonseca Pires, responsável pelo fornecimento de alimentos no município de São Bento, por meio da empresa Santa Maria Comércio de Alimentos LTDA.

A prefeitura de São Bento destinou mais de 1 milhão e 400 mil reais somente em 2018 para este fim. O envolvimento do prefeito se daria pelo recebimento de propina. Galego afirma que o empresário Raimundo Fonseca depositou, de sua conta pessoal, o pagamento de alguns boletos bancários no valor de R$ 8.413.07, referentes ao parcelamento de um veículo Hillux SW4, cujo o beneficiário seria Jarques da Silva.

Galego afirma que obteve apenas um desses boletos, mas diz que outros pagamentos foram feitos da mesma forma.

Junto a isso, no ano de 2019, o prefeito voltou a firmar contrato com o mesmo empresário, para o mesmo fim, afirma o deputado. Porém, como “manobra para dificultar a apuração dos órgãos públicos”, em vez de contratar a Santa Maria Comércio de Alimentos LTDA, foi firmado um acordo com a SM Distribuidora de Alimentos Eireli, empresa do mesmo grupo de Raimundo Fonseca, sendo destinado quase 90 mil reais para a distribuidora.

O deputado estadual pede o enquadramento de Jarques Lúcio da Silva no crime de corrupção passiva.

Galego e Jarques disputam as eleições para a prefeitura de São Bento.

VEJA O DOCUMENTO COMPLETO.

 

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: