EXCLUSIVO: MPF dá parecer contra soltura do empresário Roberto Santiago

O Ministério Público Federal (MPF) emitiu parecer contrário à soltura do empresário Roberto Santiago. Os advogados de Santiago alegaram que a saúde dele está fragilizada, justificando a liberdade, mas o MPF elencou vários motivos para permanência da prisão de Santiago, dentre eles, “a influência política e social do empresário, ostentando efeito potencial para embaraçar o andamento das investigações e constranger testemunhas”.

O Ministro do Superior Tribunal de Justiça, Félix Fischer, já havia negado de forma monocrática, o Habeas Corpus do empresário. Com o parecer do MPF, a expectativa é que o ministro leve o caso para julgamento, em plenário, até o final deste mês. Félix Fischer é conhecido pelo rigor de suas decisões. Ele negou todos Habeas Corpus do ex-presidente Lula. Com mais um parecer desfavorável, as informações de bastidores dão conta que o empresário estaria decidido a fechar acordo de delação com a justiça.

Roberto Santiago está preso desde o dia 22 de março. Ele  foi apontado em depoimentos, durante as investigações da Operação Xeque-Mate, como o responsável pelos pagamentos que resultaram na compra do mandato do ex-prefeito Luceninha, em Cabedelo. O gestor renunciou ao cargo, em 2013, abrindo caminho para o agora também ex-prefeito Leto Viana (PRP) assumir o cargo de prefeito, que era o vice de Luceninha.

Confira o parecer no link abaixo:

Parecer do MPF contra liberdade de Roberto Santiago

Comentários
Fechar Menu