MPPB pede arquivamento de ação contra Ricardo Coutinho na morte de Bruno Ernesto

O promotor de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Marcus Leite, pediu o arquivamento do inquérito que investigava uma possível participação do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na morte do ex-servidor da Prefeitura de João Pessoa, Bruno Ernesto – que aconteceu em fevereiro de 2012.

O processo foi aberto após uma publicação da ex-primeira-dama do Estado, Pâmela Bório, ter afirmado que o crime teria sido encomendado. Os pais da vítima, Ricardo Figueiredo e Inês Ernesto, ingressaram então com a ação para saber se Ricardo poderia ter envolvimento com a morte do filho.

O promotor ressalta, no despacho, que o levantamento de depoimentos e provas não resultou na possibilidade de associar Ricardo com um possível envolvimento com o assassinato.

Uma das suspeitas era de que Bruno teria sido morto por “queima de arquivo”, já que na época ele prestava serviço na Prefeitura de João Pessoa, durante a gestão de Ricardo. Com isso, ele poderia ter conhecimento das possíveis irregularidades nos contratos para a prestação de serviço do Jampa Digital. As informações são do Blog do Wallison Bezerra.

Confira trechos do despacho do

Confira trechos do despacho do promotor:

Paraíbajá

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: