Procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, cobra punição aos envolvidos na Operação Calvário e pede investigação na Educação

Após a audiência pública realizada na Assembleia Legislativa com o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, que admitiu economia de R$ 26 milhões com a intervenção do Governo do Estado no Hospital de Trauma, o Blog do Anderson Soares, contatou o procurador do Trabalho na Paraíba, Eduardo Varadas, que enfatizou que as fraudes ocorridas na gestão da saúde na Paraíba, reveladas pela Operação Calvário, não podem ficar apenas nesse gesto.

“Não adianta apenas confessar os erros. Deve-se pagar por eles. Depois, o Governo do Estado ainda insiste na contratação de Organização Social para prestar serviços públicos em vez de fazer concurso”.

O procurador destacou ainda que em outra área essencial do governo, que é a educação, Organizações Sociais estão comandando as escolas estaduais e sugeriu que “as investigações avancem para além da Cruz Vermelha, incluindo as OS’s que estão na área de educação”.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: