Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Manifestação da esquerda mostra força, mas escancara a farsa, incoerência e insanidade da narrativa petista

As manifestações da esquerda, principalmente em São Paulo e Rio de Janeiro, mostraram uma forte capacidade de mobilização do petismo ou da esquerda mais radical, algo que era até certo ponto questionado. Mostrou que ainda tem exército forte. A quantidade de pessoas que foram às ruas são proporcionais às mobilizações da direita em 1º de maio. O ato confirma, nas ruas, a polarização que o país vivencia nos últimos anos. Nada de novo.

O movimento, no entanto, joga na lata do lixo o discurso, a narrativa, o argumento, a racionalidade lógica da esquerda. Criticam a postura genocida de Bolsonaro e seus aliados, crucificam as aglomerações e o negacionismo, mas o vírus só se espalha nas manifestações da direita? O repúdio às manifestações na pandemia só se encaixa contra meu adversário? A Covid tem perfil ideológico? A esquerda é hipócrita, desrespeitosa, virulenta. Alimentada pelo ódio de combater o inimigo Bolsonaro e não a pandemia, praticam as piores incoerências em um ato insensato que beira a insanidade.

A manifestação de vocês exalam a morte, a ausência de empatia, a mentira escancarada, a farsa que é a esquerda comunista. O que vocês falam não se escreve, não se sustenta, é destruído pela própria incoerência. Mas a manifestação do PT “teve uma boa causa”, vão dizer os alienados petistas. O vírus da Covid e as novas cepas agradecem as “boas intenções” do petismo. Na iminência da 3ª onda no país, vocês deram um grande gesto de solidariedade com a cepa indiana que já circula no Brasil. O petismo é um engodo. O discurso nunca foi coerente com a prática. O golpe tá aí. Cai quem quer!

Deixe um comentário