Após obras de adaptação, hospital Frei Damião passa a atender pacientes com Covid-19 a partir de quarta-feira

O governador João Azevêdo realizou, nesta sexta-feira (19), uma visita técnica ao hospital Frei Damião, no bairro Cruz das Armas, em João Pessoa, onde estão sendo finalizadas as obras de adaptação para abertura de 13 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 40 leitos de enfermaria com capacidade para a realização de terapia respiratória destinados a pacientes diagnosticados com a Covid-19. O atendimento deverá ser iniciado até a próxima quarta-feira (24).

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou o esforço da gestão para garantir o atendimento hospitalar aos paraibanos. “Estamos na reta final das adaptações que precisaram ser feitas na unidade I do Frei Damião para que a partir de quarta-feira ele esteja disponível à sociedade paraibana. Esses leitos são extremamente importantes neste momento em que a demanda está muito grande. Nós estamos viabilizando vários espaços para abertura de novos leitos em vários locais do estado. Essa é uma luta para vencer essa guerra, mas precisamos da colaboração da população, ficando em casa, usando máscaras e fazendo a higiene das mãos. É um apelo que fazemos constantemente porque sabemos que essa capacidade de abertura de leitos tem um limite”, sustentou.

O secretário executivo de gestão da Rede de Unidades de Saúde do Estado, Daniel Beltrammi, destacou a importância de priorizar a abertura de leitos em estruturas adequadas para atender pacientes que precisam de UTIs. “Em meio a uma crise sanitária, especialmente nesse momento em que os pacientes estão adoecendo de maneira mais grave, os leitos de UTI são decisivos. É impossível montar um leito de UTI, com tudo que ele precisa, de maneira adequada em um hospital de campanha, que é uma estrutura provisória, especialmente, nesse cenário em que os pacientes graves precisam de outros médicos especialistas, cirurgiões, especialistas em funções dos rins e muito mais exames em equipamentos que são grandes e que não dão para transportar para perto do paciente, como a tomografia computadorizada. Então, a possibilidade de o estado ter um edifício hospitalar pronto, estruturado e com capacidade de montar um leito de UTI com segurança é decisivo para que a gente possa cuidar de fato das pessoas”, explicou.

Ele também detalhou o plano de abertura de novos leitos no estado nos próximos dias. “Nós estamos numa sequência de abertura. O Hospital de Trauma de João Pessoa terá mais 21 leitos com suporte respiratório, vamos fortalecer o Clementino Fraga com mais leitos de enfermaria e de UTI. Em Patos, fizemos expansão de 26 para 32 leitos de UTI e de 20 leitos de enfermaria para 32. Em Cajazeiras, serão mais 10 leitos de UTI, cinco leitos de enfermaria e cinco de unidades de decisão clínica sendo ativados em 48 horas e ainda teremos uma fase de expansão em Piancó e Pombal, mas é importante lembrar que existe limite e hoje são muito mais na ordem de pessoal. Os profissionais estão há treze meses lutando para proteger a vida das pessoas e nós precisamos fazer a nossa parte”, disse.

Daniel Beltrammi também reforçou o apelo para que a população cumpra as recomendações das autoridades sanitárias para evitar uma maior propagação do vírus. “O leito protege vidas, não vira o jogo contra a pandemia. O que vira o jogo é máscara, é conviver com quem mora com você em casa, fazer o distanciamento social e higienizar corretamente as mãos”, finalizou.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: