Entrada de Lula na disputa eleitoral muda comportamento de Bolsonaro e “obriga” presidente a usar máscara

O presidente Jair Bolsonaro usa máscara durante cerimônia para sanção de projeto de lei que viabiliza compra de vacinas da Pfizer e Janssen

Apesar de toda crítica, nem a Rede Globo nem  a OMS (Organização Mundial de Saúde) conseguiu mudar o hábito e fazer o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usar  máscaras em eventos públicos. Apto para disputar a Presidência da República em 2022, Lula conseguiu influenciar em poucas horas um comportamento de Bolsonaro criticado há um ano.

Após crítica do petista e a aparição de todos os convidados de máscaras na coletiva de Lula para falar sobre a decisão do Ministro do STF, Edson Fachin, Bolsonaro e seus ministros, surpreendentemente, passaram a usar  máscaras durante solenidade de assinatura do projeto de lei que facilita a compra de vacinas.

Isso mostra que a concorrência é importante não só para economia. Na política também. A disputa obriga os políticos/candidatos a saírem da zona de conforto para preservar e até conquistar a empatia da opinião pública/eleitor. Nesse ponto, a entrada de Lula na disputa eleitoral é de grande contribuição para o país.

 

 

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: