JUÍZO FINAL – Há um ano, Ricardo Coutinho e seus aliados mais próximos tiveram prisão decretada; Veja vídeos e imagens

Em 17 de dezembro de 2019, há exatamente um ano, o relator da Operação Calvário, o desembargador Ricardo Vital, decretava a prisão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, Márcia Lucena, Estela Bezerra, Waldson Souza e Gilberto Carneiro, considerado o núcleo da organização criminosa, acusada de desviar mais de R$ 134 milhões da Saúde e Educação do Estado.

Ricardo estava em viagem na Turquia e se apresentou à Polícia Federal no dia 19 de dezembro. No dia seguinte, foi encaminhado para a Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, no bairro de Mangabeira, onde ficou apenas dois dias, após conseguir Habeas corpus do ministro Napoleão Nunes, do STJ.

Em janeiro deste ano, o Ministério Público da Paraíba denunciou 35 agentes públicos empresários e operadores financeiros, acusados de formarem uma organização que cometeu crimes como corrupção e lavagem de dinheiro, através das atividades de organizações sociais (OSs) na saúde e educação do estado.

Conforme a denúncia, a organização criminosa atuava em quatro núcleos: político, administrativo, econômico e financeiro operacional.

Integravam o núcleo político os seguintes denunciados:

  • Ricardo Vieira Coutinho – ex-governador da Paraíba
  • Estelizabel Bezerra de Souza – deputada estadual
  • Maria Aparecida Ramos de Meneses – ex-secretária de estado
  • Márcia de Figueiredo Lucena Lira – prefeita do Conde

Faziam parte do núcleo administrativo os seguintes denunciados:

  • Waldson Dias de Souza – ex-secretário de planejamento, orçamento e gestão da Paraíba
  • Gilberto Carneiro da Gama – ex-procurador geral da Paraíba
  • Coriolano Coutinho – irmão de Ricardo Coutinho
  • José Edvaldo Rosas – ex-presidente do PSB-PB
  • Cláudia Luciana de Sousa Mascena Veras – ex-secretária de Saúde da Paraíba
  • Aracilba Alves da Rocha – ex-secretária de Finanças e Fazenda da Paraíba
  • Livânia Maria da Silva Farias – ex-secretária de administração do Estado
  • Ivan Burity de Almeida – ex-secretário de Turismo da Paraíba

Os seguintes denunciados faziam parte do núcleo econômico:

  • Daniel Gomes da Silva – ex-dirigente da Cruz Vermelha
  • Vladimir dos Santos Neiva
  • Valdemar Ábila
  • Márcio Nogueira Vignoli
  • Hilário Ananias Queiroz Nogueira
  • Jardel da Silva Aderico

Ainda estão sendo denunciados como integrantes do núcleo financeiro operacional da organização:

  • Francisco das Chagas Ferreira – pessoa ligada à Waldson de Souza
  • Ney Robinson Suassuna – ex-senador da Paraíba
  • Geo Luiz de Souza Fontes – motorista de Gilberto Carneiro
  • Bruno Miguel Teixeira de Avelar Pereira Caldas – pessoa ligada à Waldson de Souza
  • Jair Éder Araújo Pessoa Júnior – sobrinho de Edvaldo Rosas
  • Raquel Vieira Coutinho – irmã de Ricardo Coutinho
  • Benny Pereira de Lima – pessoa ligada à Coriolano Coutinho
  • Breno Dornelles Pahim Filho – pessoa ligada à família Coutinho
  • Breno Dornelles Pahim Neto – pessoa ligada à família Coutinho
  • Denise Krummenauer Pahim – pessoa ligada à família Coutinho
  • Saulo Pereira Fernandes
  • Keydison Samuel de Sousa Santiago
  • Maurício Rocha Neves
  • Leandro Nunes Azevedo – pessoa ligada à Livânia Farias
  • Maria Laura Caldas de Almeida Carneiro
  • David Clemente Monteiro Correia
  • José Arthur Viana Teixeira – ex-secretário de Educação da Paraíba
Comentários

Blog do Anderson Soares - Todos os Direitos Reservados

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: