Senador Diego Tavares dialoga com segmentos econômicos e sociais em semana de trabalho movimentada na Paraíba

O senador Diego Tavares cumpriu extensa agenda de trabalho ao longo desta semana, com visitas e reuniões com entidades e instituições dos segmentos produtivos e sociais da Paraíba. Tavares aproveitou o recesso pré-eleitoral do Senado e manteve encontros com o Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado da Paraíba (Sistema OCB/Sescoop) e Federação do Comércio (Fecomércio). Ele também visitou a sede da Assembléia de Deus Ministério de Madureira, no Cristo Redentor, e ouviu sugestões do pastor Hildebrando Soares de Oliveira para um novo Projeto de Lei (PL) que pretende apresentar no Senado Federal e que contempla a área social.

Na visita ao Sistema OCB/Sescoop, o senador Diego Tavares foi recebido pelo presidente, o médico anestesiologista André Pacelli, e pelo superintendente Pedro Almeida, com os quais analisou o atual momento vivido pelo país e como as cooperativas podem contribuir para a retomada econômica. Diego Tavares disse aos dois dirigentes cooperativistas que uma de suas preocupações no Senado Federal é trabalhar para garantir a retomada da economia no Brasil e, em especial na Paraíba. Para ele, o país passa por um momento delicado, principalmente em relação à economia, e que a crise provocada pela pandemia deve aprofundar as desigualdades sociais no país. “O auxilio emergencial termina agora em dezembro e temos que somar esforços que buscar alternativas para a geração de emprego e renda, e as cooperativas são fundamentais nesse momento, porque representam um segmento importante, que produz e gera muitas oportunidades”, disse o parlamentar.

O senador voltou a tratar sobre o tema com a Federação do Comércio na Paraíba (Fecomércio). O presidente Marconi Medeiros elogiou o trabalho de Diego Tavares no Senado Federal e comentou a decisão do Senado Federal que derrubou o veto presidencial que impedia a prorrogação da desoneração da folha de pagamento de empresas com mais de 6 milhões de trabalhadores dos setores calçadista, têxtil, de tecnologia da informação, construção civil e companhias do transporte rodoviário coletivo de passageiros, dentre outras, até 2021. Com a decisão do Congresso, a renúncia fiscal será prorrogada até o fim de 2021. “E a desoneração da folha de pagamento de empresas de 17 setores da nossa economia que o Senado acaba de garantir vai permitir que o empresário siga em frente em meio a tantas dificuldades, e vai possibilitar que milhares de empregos sejam mantidos. Votar pela rejeição do veto foi uma atitude de cidadania e obrigação de todos nós, representantes do nosso povo e da nossa gente”, afirmou.

Em visita ao pastor Hildebrando Soares de Oliveira, da Assembléia de Deus Ministério de Madureira, no Cristo Redentor, em João Pessoa, o senador Diego Tavares ouviu do líder religioso sugestões para um novo Projeto de Lei (PL) que pretende apresentar nos próximos dias e que contempla a área social. No diálogo, o senador reafirmou que sua passagem no Senado Federal será marcada pela defesa dos que mais precisam. “A pandemia está aprofundando nossas desigualdades, daí a todo o meu esforço no sentido de apresentar alternativas que visem atenuar essa situação. Neste sentido, estarei apresentando uma proposta voltada a oferecer uma maior proteção social aos mais vulneráveis,” adiantou.

O parlamentar destacou que a nova iniciativa será apresentada ainda este mês e nos mesmos moldes do PL, de sua autoria e já em tramitação no Senado, que destina até dez por cento dos recursos oriundos de multas de trânsito para projetos voltados à adequação do espaço urbano, promoção da acessibilidade, melhoria da qualidade de vida e integração social de mais de 1 milhão de paraibanos e quase 46 milhões de brasileiros que possuem algum tipo de deficiência, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A proposta vem ganhando corpo na Casa e tem sido destaque na mídia nacional.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: