Juiz determina avaliação psiquiátrica de delegada que xingou advogado

A delegada Viviane Magalhães roubou a cena na última sexta-feira (25) ao xingar um advogado durante uma prisão na Central de flagrantes de João Pessoa.

O caso se tornou mais grave quando o esposo da delegada Viviane entrou em cena, também delegado de polícia, Afrânio Doglia e deu voz de prisão ao advogado que foi registrar um boletim de ocorrência contra sua esposa.

Os advogados representantes da Ordem dos Advogados do Brasil e da Associação Brasileira de Advogados Criminalistas, membros das comissões em defesa das prerrogativas da classe, foram agredidos e presos na central de polícia, fato que chamou atenção de toda sociedade paraibana.

As agressões foram transmitidas ao vivo em uma live pelo Instagram e logo tomaram conta de todos os jornais e portais de notícias pelo Brasil.

Viviane Magalhães já havia solicitado afastamento das atividades desde que foi diagnosticada com depressão, após perder uma filha de dois anos e sofrer assédio moral de superiores, motivo pelo qual chegou a pedir aposentadoria por invalidez.

O juiz Aluísio Bezerra, da 6a Vara de Fazenda Pública da capital, determinou que a delegada fosse submetida ao exame psiquiátrico na colônia Juliano Moreira, conforme se verifica no link abaixo.

0815668-05.2017.8.15.2001

Caso seja verificada a incapacidade psiquiátrica de permanecer no cargo, a delegada Viviane deverá ser aposentada por invalidez, ficando afastada das atividades imediatamente.

A Ordem dos Advogados do Brasil prepara um ato público de desagravo aos policiais civis envolvidos nas supostas arbitrariedades, garantindo a presença do presidente nacional Felipe Santa Cruz.

“Estamos adotando todas as providências necessárias para a apuração imparcial dos fatos e punição dos violadores das prerrogativas dos advogados”, disse o presidente da OAB paraibana, Paulo Maia.

Veja a transcrição do diálogo:

Advogado com voz baixa: Vc vai bater em mim?
Delegada aos gritos: Esse procedimento não é seu não
Advogado em voz baixa: Vc vai bater em mim
Delegada aos gritos: Vc tá pensando o que? Vc é doido?
Advogado em voz baixa: Quero que vc agilize o procedimento
Delegada aos gritos: Você é um caralho. Você e sua mãe. Filho da puta.
Advogado em voz baixa: Faça isso não, rapaz!

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: