Em nota, Adepdel diz que delegada foi agredida por advogado e afirma que transmissão foi orquestrada para ganhar destaque na mídia

A Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia Civil da Paraíba (Adepdel), divulgou uma nota na noite deste domingo (27), para contestar a versão apresentada pelos advogados que gravaram o momento em que a delegada Viviane Magalhães, destrata o advogado Felipe Leite, na Central de Polícia.

Na nota, a Adepdel explica que Felipe insistiu em acompanhar um cliente que estava sendo assistido por um outro advogado constituído, o que afronta os princípios de deontologia jurídica. Insatisfeito, Felipe Leite teria invadido o gabinete da delegada, sem autorização, partindo para agressão física.

No outro dia, segundo a nota, um grupo de advogados compareceu à Central de Polícia para registrar boletim de ocorrência contra Viviane Magalhães, porém, se dirigiram ao setor de lavraturas, local de trabalho do delegado Afrânio Dóglia, marido de Viviane. A ação, para a Adepdel, foi orquestrada com o intuito de afrontar Afrânio Dóglia e conquistar destaque na mídia.

Confira a nota no link abaixo:

NOTA DE ESCLARECIMENTO – ADEPDEL

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: