Efraim fala ao jornal “Valor Econômico” sobre nova linha de crédito

Até o momento, 24 agentes financeiros se habilitaram para operar a linha do programa instituído pela MP 975; desses, oito protocolaram operações, diz relator

A contratação de empréstimos do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (Peac), que atende a pequenas e médias empresas, chegou a R$ 1,762 bilhão, no balanço parcial do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O dado foi informado ao Valor pelo deputado Efraim Filho (DEM-PB), relator da Medida Provisória (MP) 975, que institui o programa.

Até o momento, 24 agentes financeiros se habilitaram para operar a linha. Desses, oito protocolaram operações.

“Estou otimista com o programa”, afirmou o deputado. Ele considera que o resultado é muito positivo, considerando que alguns bancos grandes ainda não começaram a operar os empréstimos e ainda há questões a serem equacionadas, por exemplo, na oferta de garantias.

Aprovada na Câmara no início deste mês, a MP encontra-se em análise no Senado. Ela regulamenta o repasse de recursos do Tesouro Nacional para o Fundo Garantidor de Investimentos (FGI), que dá suporte ao Peac. Além disso, autoriza o uso das maquininhas de cartão de crédito para conceder empréstimos às microempresas.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: