GRAVE: Presidente da Câmara de Conde diz que Márcia Lucena assinou aditivos enquanto esteve presa; veja o vídeo

O vereador e presidente da Câmara Municipal do Conde, Litoral Sul do estado, Carlos Manga Rosa (PTB) fez na noite desta quinta-feira (25) gravíssimas denúncias contra a prefeita do município Márcia Lucena (PSB).

De acordo com Manga Rosa, Márcia Lucena assinou aditivos financeiros para empresas, no período em que ele era o prefeito interino da cidade. Ou seja, quando a gestora estava presa. Com cópias dos diários oficiais publicados nos dias 8 e 9 de janeiro de 2020, Manga Rosa apontou que a prefeita assinou os referidos aditivos nos dias 18, 20 e 22 de dezembro. “Como é que ela assinou isso? Levaram pra ela assinar lá dentro do presídio?” Questionou o vereador.

O vereador ainda informou que apresentou denúncia ao Ministério Público Estadual, bem como ao Tribunal de Contas do Estado. Para ele, a gestora deve explicações a justiça e ao povo do Conde.

Também participando da ‘live’ o vereador Juscelino Araújo (Cidadania), que é vice-presidente da Câmara, chamou a atenção para a necessidade de se avaliar a abertura de uma CPI para investigar o caso.

 

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: