Tribunal Regional Federal nega recurso da Anvisa contra Procon de Bayeux e mantém proibição de abertura do comércio do aeroporto

O desembargador federal Edilson Pereira Nobre Júnior, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, negou efeito suspensivo a recurso interposto pela ANVISA e manteve a proibição de que o comércio do aeroporto internacional Castro Pinto fosse reaberto, determinado pelo PROCON BAYEUX.

Segundo o secretário do PROCON BAYEUX, Aécio Farias, essa decisão traz forças para o órgão continuar lutando para conter o avanço do COVID-19 e o município, embora esteja situado entre as duas cidades com o maior número de casos, mantenha os índices bem menores.

Veja a decisão no link abaixo

Decisão indeferimento efeito suspensivo.pdf

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: