Julgamento no STJ: Com possibilidade de retorno de Márcia Lucena à prisão, Conde pode ter novo prefeito na próxima semana

O habeas corpus concedido pelo ministro Napoleão Nunes, que soltou a prefeita de Conde, Márcia Lucena (PSB), será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), na próxima terça-feira (18). Além dela, serão julgados, também, os habeas corpus concedidos a mais três alvos da Operação Calvário, entre eles, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

A Procuradoria-Geral da República opinou pelo retorno dos investigados à prisão. O argumento da PGR é que os acusados podem interferir nas investigações. A ministra Laurita Vaz, relatora da Calvário no STJ, decidiu levar o processo para julgamento colegiado da 6ª turma. Caso seja presa, novamente, o presidente da Câmara Municipal, Manga Rosa, assume o comando do município, já que o vice-prefeito, Temístocles Filho, renunciou ao cargo.

A prefeita passou dois dias na Penitenciária Feminina Maria Júlia Maranhão, em João Pessoa, e foi solta no dia 21 de dezembro. Ela é é apontado pelo Ministério Público da Paraíba como integrantes de uma organização criminosa que teria desviado cerca de R$ 134 milhões da saúde e educação, em contratos firmados no governo Ricardo Coutinho.

 

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: