Desembargador nega pedido de Ricardo Coutinho para suspender processo da Calvário por falta de acesso às provas

Desembargador Ricardo Vital, relator da Operação Calvário no TJPB

O desembargador Ricardo Vital, relator do processo da Calvário, no Tribunal de Justiça da Paraíba, negou nessa quarta-feira (12), o pedido impetrando pelos advogados do ex-governador, Ricardo Coutinho (PSB), para suspender o processo, alegando que a defesa não teve acesso a todo material probatório, prejudicando o amplo direito de defesa.

Na decisão, o magistrado esclareceu que alguns documentos solicitados estão em segredo de justiça e não foram utilizados para subsidiar a denúncia contra o ex-governador. Ricardo Vital  justificou, também, que o Ministério Público disponibilizou à defesa todos elementos probatórios necessários, descartando quaisquer irregularidades.

“O MPPB disponibilizou, conforme mídia anexa à manifestação, outros tantos documentos mencionados por Ricardo Coutinho, garantindo, assim, amplo e irrestrito acesso aos elementos probatórios, não havendo que se falar em irregularidades na documentação  apresentada pelo MPPB nem na violação do direito à ampla defesa”, justificou.

Veja a decisão:

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: