EXCLUSIVO: MPPB revela sistema de arapongagem da orcrim do PSB, uso de milícia e até mapeamento de membros do Gaeco

Coriolano Coutinho, irmão de Ricardo Coutinho

Uma revelação bombástica do Ministério Público da Paraíba aponta para prática de arapongagem da organização criminosa do PSB, liderada pelo ex-governador Ricardo Coutinho. Documento obtido, com exclusividade, pelo Blog do Anderson Soares, mostra que a orcrim girassol mantinha vigilância e tentavam monitorar as atividades dos membros do Gaeco, responsáveis pelas investigações.

A constatação veio após busca e apreensão no escritório de Coriolano Coutinho, na 7ª fase da Operação Calvário, onde os investigadores encontraram um gráfico que faz referência a um ex-policial do Gaeco que possui relação muito próxima a uma pessoa muito ligada a Ricardo Coutinho. “A predita circunstância aponta para meios de mapeamento dos membros do Ministério Público responsável responsáveis pela presente investigação, o que é gravíssimo”, diz o trecho do documento que pede a manutenção de Coriolano na prisão .

Ainda de acordo com o MPPB, foi apreendido com Coriolano Coutinho um plano de comunicação que demonstra o uso de milícias (com a participação de polícias civis e militares), em favor da organização criminosa, para atividades de arapongagem e contrainteligência com o objetivo de produzir dossiês e documentos, fato denunciado, há tempos, pela imprensa.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: