Em delação, chefe da Cruz Vermelha diz que Ricardo Coutinho recebia mensalão de R$ 250 mil do Hospital Metropolitano e revela modus operandi para garantir pagamento

 

O lobista Daniel Gomes revelou ao Ministério Público em sua delação, que o ex-governador aumentava os custos mensais do hospital Metropolitano de Santa Rita, com o objetivo de garantir o pagamento de propina para o caixa da organização criminosa.

No exemplo apresentado por Daniel, a estimativa do custo mensal do Metropolitano era de pouco mais de R$ 8 milhões, o que gerava um custo anual de mais de R$ 96 milhões.

No entanto, o ex-governador apresentou um edital em 2017, com estimativa de gastos superior a R$ 99 milhões. O aditivo garantiria o pagamento mensal de propina na casa de R$ 250 mil para o socialista, conforme relato de Daniel.

Veja o documento:

 

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: