OPERAÇÃO XEQUE-MATE: Polícia Federal cumpre nova fase na casa de vereadores de Cabedelo

A Força-Tarefa que compõe a Operação Xeque-Mate, integrada pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público do Estado da Paraíba, pela Polícia Federal (PF), pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Controladoria-Geral da União (GCU), com base no IPL no 277/18 e em diligências complementares, deflagrou a sexta fase do mencionado esforço investigativo, quando estão sendo cumpridos, na manhã de hoje, 04 (quatro) mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz auxiliar da 1a Vara de Cabedelo/PB.

Segundo a investigação, quatro candidatos ao cargo de vereador, nas eleições de 2016, em Cabedelo/PB, receberam das mãos do então Prefeito dessa cidade, vantagem indevida, consubstanciada na distribuição igualitária da quantia de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), para a composição de seu grupo de sustentação política no parlamento (legislatura de 2017 a 2020); assumindo, com isso, o compromisso de satisfazer os interesses pessoais de LETO VIANA, de seus aliados (membros da organização investigada), assim como os desejos anticoncorrenciais do empresário ROBERTO SANTIAGO.

Pelos fatos praticados, os 6 (seis) envolvidos na trama (WELLINGTON VIANA FRANÇA; ROBERTO RICARDO SANTIAGO NÓBREGA; BENONE BERNARDO DA SILVA, JONAS PEQUENO DOS SANTOS, JANDERSON BIZERRIL DE BRITO e JOSIMAR DE LIMA SILVA) fazem parte da sexta denúncia ajuizada pelo GAECO e irão, de acordo com suas responsabilidades, responder pelos crimes previstos nos seguintes artigos: arts. 317 (corrupção passiva) e 29 Código Penal; tendo o Ministério Público Estadual requerido, ainda, a reparação pelos danos materiais e morais praticados, entre outras medidas pertinentes.

Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pelos agentes da Polícia Federal, com a colaboração técnica dos auditores da CGU, nas residências dos quatro vereadores citados nesta nota, cujo afastamento das funções públicas também foi requerido pelo Promotores do GAECO.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: