Galego Souza defende regulamentação da profissão de redeiros e ressalta importância da atividade para economia da Paraíba

Membro da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado estadual Galego Souza (PP) participou, na tarde desta quinta-feira (07) de audiência pública que debateu a profissão de redeiro na Paraíba e fez questão de ressaltar como a atividade se destaca na economia não apenas no município de São Bento, no Sertão, mas para o Estado como um todo.

De acordo com o parlamentar, as cidades da região do entorno de São Bento hoje sobrevivem, em sua maioria, do trabalho, da fabricação e do comércio de produtos da área têxtil, tendo as redes como carro chefe.

Galego ainda lembrou que por 15 anos exerceu a profissão de redeiro e também de vendedor ambulante, sendo essa atividade, por muito tempo, a principal responsável por seu ganha pão. Por isso, hoje como parlamentar, com a experiência de quem sentiu na pela o exercício da profissão e sabe de sua importância para a economia do Sertão, trabalha para ajudar regulamentar a atividade no Estado.

“Esse debate e uma Lei que venha proteger o vendedor ambulante e regulamenta a profissão são importantes. Falo isso como vendedor que fui. Muitas vezes me deparei com fiscalizações de prefeituras e municípios e já fui impedido de vender, porque em alguns lugares a profissão não era regulamentada. Sou a favor que a gente lute por um projeto de Lei que dê proteção ao vendedor ambulante”, destacou o parlamentar.

O deputado defendeu que a regulamentação da profissão não apenas representa dignidade para quem a exerce, como também a seguridade de todos, o sustento das suas famílias, com impostos e encargos, revertendo em recursos para os municípios.

“Hoje defendemos que o redeiro seja na sua totalidade amparado por Lei, para que ele venda sua mercadoria honestamente, não apenas no âmbito da Paraíba, mas a nível nacional”, ressaltou.

Assessoria

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: