MPF e PF recebem nova denúncia contra prefeitura de São Bento, agora por suspeita de superfaturamento na compra de remédios

A prefeitura de São Bento, no Sertão da Paraíba, voltou a virar alvo de denúncias, dessa vez por suspeitas de superfaturamento na compra de remédios durante a gestão Jarques Lúcio (DEM). A denúncia foi protocolada na Polícia Federal e também no Ministério Público Federal no último dia 02 de outubro.

Conforme o relato, empresas estariam sendo beneficiadas com quantias milionárias na prestação do serviço. Apenas uma das empresas citadas na denúncia teria faturado mais de R$ 10 milhões em menos de três anos.

No total, de acordo com o documento que traz a denúncia, seriam sete empresas suspeitas de receberem quantias vultosas, implicando em um oceano de medicamentos que não condizem com a realidade local, tampouco com a prestação do serviço.

“Constatamos que essa grande quantidade de medicamentos jamais chegou onde era para chegar”, diz trecho da denúncia, que pede uma investigação precisa do caso. O denunciante ainda relata que apenas o Sagres On Line aponta a prestação de contas, todavia, a quantidade de medicamentos supostamente fornecidos nunca teria chegado às mãos da população.

A prefeitura de São Bento até agora não se manifestou sobre o caso.

VEJA DOCUMENTO QUE FOI PROTOCOLADO NA PF E NO MPF

 

 

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: