“Há outros motivos por trás”, diz João sobre dissolução do diretório estadual do PSB

O governador João Azevêdo (PSB) gerou curiosidade, nesta sexta-feira (13), durante entrevista no sertão do Estado, ao comentar sobre os motivos para a crise gerada em seu partido. Enigmático, João sugere que a nomeação do presidente de seu partido, Edvaldo Rosas, para o governo não seria o real motivo para toda desavença no Jardim Girassol.

“A saída, dissolução, intervenção, golpe, não interessa o nome que for dado, ele foi feito de forma antidemocrática. Não é compreensível que pelo fato do presidente ter sido nomeado secretário de Estado se criar essa celeuma toda. É claro que há outros motivos por trás disso, que não foram ditos até agora”, disse. A pergunta que não quer calar: que motivos seriam esses?

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: