Ricardo diz que dissolução do diretório do PSB na PB foi democrática e que o partido precisa de um renascimento

Na foto, Ricardo, Carlos Siqueira, Fábio Maia e Gervásio, em Brasília, no encontro que selou o golpe no PSB paraibano

 

O ex-governador Ricardo Coutinho se pronunciou após decisão da Executiva Nacional do PSB de nomeá-lo para assumir a Presidência da comissão provisória. Em contato com o jornalista Suetoni Souto Maior, Ricardo disse que negou qualquer tipo intervenção no diretório estadual. O socialista classificou a estratégia usada para reunir assinaturas dos diretorianos renunciando aos respectivos cargos, como autodissolução democrática.

“De imediato, te digo que nunca houve nenhuma intervenção e que é obrigação do partido nomear uma Comissão Executiva quando um Diretório se auto-dissolve. Isso é democrático. Também, fiquei muito honrado com a confiança que o partido depositou em mim e na nossa história. Foi unanimidade e todos os membros usaram a palavra, coisa rara em uma reunião desse tipo. O PSB da Paraíba precisa de um Renascimento. A unidade foi proposta e aceita por mim”, disse Coutinho.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: