BASTIDORES: Participar da reunião da Executiva do PSB legitimaria golpe no diretório da PB, avaliou grupo político de João

João Azevêdo durante entrevista à imprensa no Centro de Convenções

 

A decisão do governador João Azevêdo de não participar e nem enviar representante para reunião com a cúpula do PSB, em Brasília, para tratar da intervenção do partido foi amplamente discutida e avaliada pelo staff do governador, durante o fim de semana.

Em princípio, a ideia seria enviar Ronaldo Barbosa, presidente do PSB de João Pessoa e Flávio Moreira, secretário-geral do partido no Estado para o encontro, mas o grupo chegou à conclusão que a presença de aliados do governador na reunião legitimaria a dissolução do partido.

“Estar presente (na reunião) legitimaria a decisão da dissolução do diretório, que foi precipitada e não atendeu aos preceitos estatutários. O partido tem uma última chance de decidir pelo lado correto, que é devolver o partido a quem foi eleito legitimamente”, confidenciou a fonte.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: