“Nasci no melhor lugar do mundo, adoro meu “oxente” e tenho autoestima”, diz Julian Lemos sobre fala de Bolsonaro

O deputado federal, Julian Lemos (PSL), comentou neste sábado (20), a fala vazada do presidente Jair Bolsonaro (PSL), na qual se refere aos governadores do Nordeste de “Paraíba”.

Nas redes sociais, Lemos disse que jamais se sentirá ofendido em ser chamado de tal forma porque, independente do que falam, tem orgulho de ser paraibano e tem a autoestima bem resolvida.

”Sabe quantas vezes alguém vai me ofender por me chamar de Paraíba? Nunca! Sou bem resolvido, adoro meu “oxente”, nasci no melhor lugar do mundo e ninguém é melhor do que eu, tenho auto estima (sic), simples assim”, postou.

 

Entenda o caso

Os governadores do Nordeste prepararam carta na qual cobram explicações da Presidência da República sobre o teor de um vídeo que registra fala polêmica de Jair Bolsonaro sobre os gestores da região.

O filme que provocou a reação dos governadores mostra a chegada do presidente a um café da manhã com jornalistas da imprensa estrangeira, nesta sexta (19). Segundos antes de o ato efetivamente começar, os microfones da mesa captam trechos de uma conversa entre Bolsonaro e o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil).

Há ruídos no áudio, captado pela equipe da TV Brasil que filmava o encontro, mas é possível ouvir que Bolsonaro faz críticas a gestores da região e pede para restringir repasses a um dos representantes dos nordestinos.

É possível detectar que o presidente usa a expressão “governadores de Paraíba” e, em seguida, afirma que “o pior [inaudível] o do Maranhão”.

Depois, de maneira clara, afirma: “Não tem que ter nada para esse cara”. O governador do Maranhão é Flávio Dino (PC do B).

Veja o trecho do vídeo:

Na resposta à fala, os governadores do Nordeste dizem que receberam com “espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional”.

“Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia”, diz documento assinado pelos governadores. “Nós, em respeito à Constituição e à democracia, sempre buscamos manter produtiva relação institucional com o Governo Federal.”

“Independentemente de normais diferenças políticas, o princípio federativo exige que os governos mantenham diálogo e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas visando sempre melhorar a vida da população”, concluem.

O vídeo com a fala do presidente foi postado nas redes sociais e viralizou. No mesmo evento, Bolsonaro afirmou que é mentira que as pessoas morrem de fome no Brasil.

Leia a íntegra da carta dos governadores do Nordeste

Carta dos Governadores do Nordeste
19 de Julho de 2019

Nós governadores do Nordeste, em respeito à Constituição e à democracia, sempre buscamos manter produtiva relação institucional com o Governo Federal. Independentemente de normais diferenças políticas, o princípio federativo exige que os governos mantenham diálogo e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas visando sempre melhorar a vida da população.

Recebemos com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional. Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: