Xeque-Mate: Coordenador do Gaeco diz que decisão de juiza de Cabedelo demonstra independência do Poder Judiciário

O coordenador do Gaeco, Otávio Paulo Neto, comemorou a decisão da juíza Higyna Josita Simões, que manteve a prisão do ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana e mais quatro réus da Operação Xeque-Mate.

Em entrevista ao Blog do Suetoni, Paulo Neto disse que a posição da magistrada revela a independência do Poder Judiciário.

“O Poder Judiciário é independente. Um dos maiores atributos do sistema de Justiça é que cada ator desenvolve as suas atividades com independência”, afirmou.

Além de Leto Viana, continuam presos, Tércio Figueiredo Dornelas, Leila Maria Viana do Amaral, Lúcio José do Nascimento e Antônio Bezerra do Vale Filho.

 

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: