Wallber Virgolino diz que João Azevêdo não tem coragem de cancelar contrato com IPCEP porque falta autonomia para governar o Estado

O deputado estadual, Wallber Virgolino (Patriotas) lamentou nesta quarta-feira (17), a renovação do contrato entre o Governo do Estado e a Organização Social IPCEP (Instituto de Psicologia Clínica Educacional e Profissional), já que a OS é acusada pelo Ministério Público da Paraíba de desviar recursos da saúde. Virgolino elogiou as qualidades do governador João Azevêdo (PSB) como gestor, mas disse que ele não tem autonomia para governar o Estado porque foi eleito por um projeto político em que o “coletivo” é quem manda. Segundo o deputado, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), é quem de fato toma as decisões.

Leia mais: No centro dos escândalos de corrupção, IPCEP tem contrato renovado por João Azevêdo para administrar hospitais do Estado

João Azevêdo renova contrato com Organização Social ligada a Daniel Gomes, acusado de chefiar Orcrim que desviava recursos da saúde

Após renovação de contrato com IPCEP, Raniery Paulino cobra transparência do governo do gastos na saúde

“João Azevêdo é homem de bem, competente como gestor de primeiro escalão, mas infelizmente, na qualidade de chefe do Executivo, ele não tem coragem, atitude, peito. No governo de, quem menos está mandando é ele. Essa renovação com OS (IPCEP) está acontecendo porque ele não tem autonomia para administrar. Ele faz parte de um projeto político que quem governa é o coletivo. O governo dele está caminhando para o abismo, mas ele não consegue fazer a manobra porque ele não manda na gestão. Quem manda é o coletivo chefiado por Ricardo Coutinho”, declarou.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: