Romero descarta se filiar ao PSL e justifica: “Quero paz. Lá tem muitos conflitos internos”

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) voltou a descartar a possibilidade de se filiar ao PSL, já que o prefeito anunciou que vai mesmo deixar o ninho tucano.

Questionado, nesta terça-feira (16), durante evento da prefeitura em Campina Grande, o motivo de não ter interesse em ingressar no PSL, já que tem uma boa relação com Jair Bolsonaro (PSL), Romero disparou. “Não tenho o perfil do PSL. Eu quero paz. No PSL, há muitos conflitos internos”.

A fala de Romero vem após o irmão dele, o deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), criticar o deputado federal, Julian Lemos pela condução do partido na Paraíba. Segundo Moacir, Julian conduz o PSL com autoritarismo.

Julian, por sua vez, acusou Moacir de organizar motim com adversários, dentro do partido, para criar clima de instabilidade na legenda e ameaçou expulsá-lo do PSL por desrespeito às instâncias partidárias.

No final de semana, durante a visita do ministro da Ciência e tecnologia, Marcos Pontes, a Campina Grande, Romero e Julian posaram para fotos em clima de total harmonia.

As declarações de Romero foram veiculadas no Correio Debate, da 98 FM

Comentários
Fechar Menu