Irritado por exclusão em lista de candidatos, jornalista culpa Ricardo Coutinho por decisão

A exclusão do nome do jornalista Josinato Gomes (foto), na relação dos postulantes da coligação “A Força do Trabalho 2”, capitaneada pelo PSB do governador Ricardo Coutinho, causou revolta no presidente estadual do PTB, ex-senador Wilson Santiago, que só veio a tomar ciência do fato depois que a resenha foi encaminhada ao TRE-PB, para o devido registro das candidaturas requeridas.

O dirigente partidário já acionou o Jurídico do PTB no sentido de arguir, em juízo, o descumprimento do acordo que selou a coligação do partido com o PSB, fazendo a indicação, não apenas do jornalista, na lista dos pré-candidata à Câmara Federal, mas de uma filiada da legenda e do próprio Santiago.

Orientado por Wilson Santiago a buscar esclarecimentos do fato, junto à coordenação do coligação, Josinato Gomes foi por essa de que foi o próprio Ricardo Coutinho que deu a mexida no tabuleiro das pré-candidaturas, de forma unilateral, sem fazer qualquer comunicado ao PTB, – e isso causou profunda irritação ao jornalista, que se diz um ardoroso admirador do socialista, como gestor e como político.

Segundo Josinato, uma vez que seu nome foi homologado em Convenção do PTB, no dia 5 de agosto, com registro no Livro de Atas do partido, segundo ele, já encaminhada (a Ata da Convenção) ao Tribunal Regional Eleitoral, ele só poderá ser substituído, por quem quer que seja, em caso de denúncia e/ou de morte, e, ainda assim, observando-se os rigores das regras contidas na legislação específica.

Fechar Menu