Prefeitura de São Bento gasta R$ 240 mil com combustível só no mês de janeiro e já caminha para virar campeã de gastos no ano de 2018

Após figurar entre as três prefeituras que mais gastaram com combustível no ano de 2017, ficando atrás em despesas – só com carros oficiais – apenas da capital João Pessoa e de Campina Grande, a gestão municipal em São Bento, Sertão da Paraíba, parece caminhar para repetir o feito, só que, dessa vez, com um ‘plus a mais’.

É que bastou dar uma espiada no portal Sagres On line, de transparência do Tribunal de Contas da Paraíba, e constatar que, mesmo com os alertas da Corte de Contas, a administração do prefeito Jarques Lúcio, do DEM, já gastou, só no primeiro mês do ano de 2018, mais de R$ 240 mil com combustível.

Vale ressaltar que o mês de janeiro é o das férias escolar, quando a maioria dos carros da Educação não funcionam e, de acordo com o relatório do Tribunal de Contas da Paraíba, os maiores gastos em São Bento ficam justamente na área de educação, uma média de R$ 554.028 por ano.

O deputado estadual Galego Souza (PP), que tem suas bases políticas naquelaregião, lamentou o que classificou de má gestão e desperdício de dinheiro público.

“O Tribunal de Contas tem alertado a gestão em São Bento e por sinal tem sido muito legal com a prefeitura diante desses gastos excessivos. Para se ter uma ideia, apesar de ser uma cidade pequena, São Bento figurou entre as que mais gastaram com combustível em 2017, gastos fora do normal, sendo destaque até na mídia nacional, e agora, no mês de janeiro, que acreditávamos que iria haver uma redução, o prefeito fez o contrário. Se continuar assim, até o final do ano, a prefeitura vai gastar quase R$ 3 milhões só com combustível nesse ano”, lamentou.

 

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: