Em João Pessoa, Lula se diz vítima de perseguicão da eleite brasileira

Durante discurso que durou quse uma hora, na noite deste sábado (26), no Ponto de Cem Réis, em João Pessoa, o ex-presidente Lula voltou a atacar a operação Lava Jato e o juiz Sérgio Moro. O ex-presidente disse que é inocente e que o magistrado tem provas de sua inocência.

Segundo Lula, seu julgamento é político. De acordo com ele, a elite brasileira não admite um pobre nordestino voltar novamente ao poder. “Para sacramentar o golpe, a elite não quer permitir que eu seja candidato. Se nã for assim, o golpe fica incompleto. Desafio o juiz Sérgio Moro a provar as denúncias contra mim.  Ele tem prova da minha inocência”, disse.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: