Guerra: Raíssa Lacerda cobra CPI do Jampa Digital para investigar assassinato de Bruno Ernesto

A vereadora Raíssa Lacerda (PSD) reagiu intempestivamente ao pedido da oposição para instalação da CPI da Lagoa. Além de subscrever os três pedidos da bancada governista para investigar atos da gestão do ex-prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), Raíssa disse que vai solicitar investigação de desvios de recursos  e no caso Jampa Digital.

Ela disse é preciso investigar o assassinato do jovem Bruno Ernesto, coordenador do projeto em João Pessoa, morto após denúncias de esquema de corrupção. Para ela, Bruno tinha conhecimento do esquema e por isso o mataram.

“Vamos investigar a morte de Bruno Ernesto. Não sabemos que mistério é esse. A mãe dele me ligou dizendo que vive à base de remédios e o sonho da vida dela é ver o caso esclarecido. Perder um filho de forma misteriosa porque sabia demais é terrível. Aqui quem sabe demais é assassinado”, declarou.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: