Deputada questiona composição de equipe da Câmara de Conciliação:”Parece que tem algo a esconder”.

A deputada Camila Toscano (PSDB) estranhou na noite deste sábado (23), a equipe designada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) para negociar os contratos e dívidas do Estado, através da Câmara de Conciliação, criada no Ato nº 5.

Em contato com o blog, a parlamentar criticou o fato do chefe de gabinete de Ricardo Coutinho, Fábio Maia (PSB), participar de uma comissão que deveria ser eminentemente técnica. “É muito estranho. Parece que tem algo a esconder. É como se não quisessem vazar o teor dos contratos”, ressaltou.

A tucana destaca que uma equipe técnica iria ler minuciosamente os contratos para analisar onde e como devem ser os cortes. Camila vê com preocupação o Ato 5, porque prevê suspensão dos serviços ao governo.

“Precisamos saber até que ponto os fornecedores vão aceitar esse contrato. Afinal, o Estado está quebrando uma cláusula e dá margem para quebra de contrato. Os fornecedores podem suspender os serviços ao governo como consequência dessa decisão”, ponderou.

A equipe que vai analisar os contratos e licitações do Estado é composta pelo secretário de finanças, Tárcio Pessoa, Livânia Farias da Adminstração, pelo procurador-geral Gilberto Carneiro, Gilmar Matins da controladoria geral e Fábio Maia, chefe de gabinete do governador.

Comentários
Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: